Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Instrumentação nuclear
Início do conteúdo da página

Instrumentação nuclear

A área de instrumentação nuclear do IEN atua, desde o início dos anos 80, com o objetivo de pesquisar, aprimorar e desenvolver instrumentos e sistemas nucleares, dotando o País de tecnologias importantes que lidam com funções críticas (no jargão técnico, significa sistemas de proteção) e de segurança em instalações radioativas e nucleares.

As três principais linhas atendidas atualmente são:

1-Instrumentação para reatores de pesquisa e modernização de sistemas em instalações nucleares.
2-Instrumentação para monitoramento de radiação e radioproteção.
3-Instrumentação para espectrometria e medicina nuclear.

Na área de instrumentação para reatores o objetivo é desenvolver conhecimento para a sua modernização com a utilização de tecnologia digital. Neste sentido é necessário o estudo para desenvolver e aplicar metodologias para verificação e validação de sistemas digitais para funções críticas e de segurança, além do uso de tecnologia FPGA (Field-Programmable Gate Array).

Na área de instrumentação para monitoramento de radiação e radioproteção, bem como em espectrometria e medicina nuclear, o objetivo é aprimorar, com novas tecnologias e dispositivos, os equipamentos para medidas de radiação nuclear. Esses equipamentos são os monitores de radiação, monitores de área, sondas, dosímetros, calibradores de dose, analisadores multicanais e espectrômetros, projetados com interfaces de comunicação atualizadas e de forma a facilitar a produção, visando à transferência de tecnologia.

O setor atua também em projetos de automação e controle de sistemas, assim como na manutenção de instrumentação nuclear, para todos os laboratórios do IEN e da CNEN, além de atender a clientes externos.

O SEINS já desenvolveu mais de 50 equipamentos e sistemas para a área nuclear, como a instrumentação do reator Argonauta do IEN e da Unidade Crítica do IPEN/CTMSP, com várias patentes depositadas e projetos de equipamentos transferidos para a produção em empresas externas

registrado em:
Fim do conteúdo da página